objetivos de desenvolvimento sustentável

Normas de Gestão da ISO e a sua contribuição para alcance dos ODS

Imagem ODS

Desde 2016, quando passaram a valer os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, as organizações, cidades, países, ONGs e pessoas, passaram a alinhar suas “bússolas” aos mesmos, em direção ao “norte magnético” em 2030.

Neste artigo, abordamos o alinhamento da ISO e suas normas com os ODS, particularmente aquelas de sistemas de gestão, como a ISO 9001, ISO 14001 e outras.

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – ODS?

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS fazem parte de uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015, composta por 17 objetivos, 169 metas e 231 indicadores, a serem atingidos até 2030. Eles substituíram os Objetivos do Milênio, válidos até 2015.

Os ODS foram construídos em um processo de negociação mundial, que teve início em 2013, e entraram em vigor em janeiro de 2016. Para alcançar estes ODS, requer-se a parceria de governos, setor privado, sociedade civil e cidadãos comuns para garantir a “entrega” de um planeta melhor para as futuras gerações. 

A implementação da agenda 2030 deve levar em consideração a interconexão entre os ODS e suas metas, e as quatro dimensões principais:

Social: relacionada às necessidades humanas, de saúde, educação, melhoria da qualidade de vida e justiça.

Ambiental: trata da preservação e conservação do meio ambiente, com ações que vão da reversão do desmatamento, proteção das florestas e da biodiversidade, combate à desertificação, uso sustentável dos oceanos e recursos marinhos até a adoção de medidas efetivas contra mudanças climáticas.

Econômica: aborda o uso e o esgotamento dos recursos naturais, a produção de resíduos, o consumo de energia, entre outros.

Institucional: diz respeito às capacidades de colocar em prática os ODS.

http://www4.planalto.gov.br/ods/imagens/simbolos-e-logomarcas-ods/dimensao/image_view_fullscreen

QUAIS SÃO AS NORMAS DE SISTEMAS DE GESTÃO DA ISO?

Desde os idos da década de 90, a produção de padrões mundiais de sistemas de gestão da ISO cresceu vertiginosamente ganhando grande notoriedade no meio empresarial, mas também no setor público e entre ONGs. Desde a pioneira ISO 9001, publicada em sua primeira versão em 1987, passando pela ISO 14001 em 1996, o conceito se espalhou amplamente, alcançando atualmente a totalidade de 93 normas, como listado pela ISO. Replico a relação da ISO nas tabelas a seguir, apesar de disponível em seu site na internet e ser longa, pois é pouco conhecida do público em geral. Certamente, muitos leitores se surpreenderão pela abrangência das normas de sistema de gestão para assuntos e setores tão diversos e muito além das conhecidas ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001, como: turismo de aventura, qualidade do ar interior, gestão de crises de suprimento de água e tratamento de efluentes, segurança no tráfego viário, segurança privada, facilities, bem estar animal na cadeia de suprimentos para alimentos, gestão de denúncias, gestão de ativos, gestão do conhecimento, serviços de TI, segurança da informação e privacidade de dados.

Nestas tabelas, HLS significa High Level Structure, estrutura de alto nível adotada pela ISO para normas de sistemas de gestão, composta dos elementos de 4 a 10 (4 – Contexto da Organização, 5 – Liderança, 6 – Planejamento, – 7 – Apoio, 8 – Operação, 9 – Avaliação de Desempenho, 10 – Melhoria) para todas, baseada no tradicional ciclo PDCA. As normas preenchidas com “S” na coluna HLS tem a mesma estrutura e contém muitos termos e definições comuns.

Qualidade

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Indústria

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Segurança ocupacional e patrimonial

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Gestão Geral

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Saúde e Médicos

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Meio Ambiente e Energia

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Tecnologia da Informação

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

Serviços

fonte: https://www.iso.org/management-system-standards-list.html

QUAL A RELAÇÃO ENTRE AS NORMAS DE GESTÃO DA ISO E OS ODS?

Desde a publicação dos ODS, cada um deles impactados por cada norma da ISO são apresentados na sua página específica no site da ISO.

Nas tabelas a seguir são compiladas as correlações das normas ISO selecionadas (destacadas em negrito/sublinhadas/iluminadas em azul mais escuro nas listas de normas de sistema de gestão supracitadas) com os ODS.

Qualidade, Indústria, Saúde e Médico, Meio Ambiente e Energia, Tecnologia da Informação

fonte: www.elluxconsultoria.com.br

NOTA: apesar de não ser considerada uma norma de sistema de gestão, incluímos a Norma ISO 26000 – Diretrizes sobre Responsabilidade Social na tabela, pois ela é a norma com maior abrangência de elementos dos ODS, e é base para a Norma NBR 16001, que é uma norma brasileira de sistema de gestão de responsabilidade social.

Segurança ocupacional e patrimonial

fonte: www.elluxconsultoria.com.br

NOTA: apesar de não ser considerada uma norma de sistema de gestão, incluímos a Norma ISO 31000 – Gestão de Riscos – Diretrizes, pois ela é fundamental para todas as normas de sistemas de gestão, e tem uma correlação com vários dos ODS.

Gestão Geral e Serviços

fonte:www.elluxconsultoria.com.br

NOTA: apesar de não ser considerada uma norma de sistema de gestão, incluímos a Norma em elaboração ISO DIS 37000 – Diretrizes para a Governança das Organizações, pois ela é fundamental para todas as normas de sistemas de gestão, e tem uma correlação direta com alguns dos ODS.

NOTA: verificou-se incoerência na correlação identificada pela ISO entre a norma ISO 19600 (Compliance – diretrizes) e a versão DIS (draft) da ISO 37301 (Compliance – especificação), que apresentam escopo idêntico, somente uma sendo de orientações (Tipo B) e a outra de especificação mínima (tipo A).

Através das correlações entre as normas ISO de Gestão e os ODS apresentadas nas 3 tabelas anteriores, podemos comentar:

  • Há normas com grandes correlações com diversos ODS, principalmente aquelas ligadas com o meio ambiente (como a ISO 14001), sustentabilidade (p.ex. gestão de eventos ISO 20121 e em turismo) e responsabilidade social (como a ISO 26000 e a ISO 37101);
  • Há normas bem específicas, com correlação direta com poucos ODS (como as de qualidadeISO 9001 e ISO 13485, tecnologia da informação);
  • Por outro lado, a ISO não estabeleceu correlação dos ODS com as normas de ISO 21101 (segurança em turismo de aventura) e ISO 21401 (sistema de gestão de sustentabilidade para estabelecimentos de turismo), o que parece incoerente com os temas envolvidos.
  • As normas de sistema de gestão de compliance (ISO 19600 e ISO DIS 37301) parecem ter suas correlações subestimadas, considerando que este tema abrange assuntos como compliance ambiental, trabalhista, diversidade e assédio, o que implica em relacionamento com outros ODS não listados pela ISO.

Procurou-se a correlação entre as normas abaixo com os ODS no site da ISO, mas não foram listadas na página da internet de cada uma delas (tal situação pode ocorrer com outras normas):

– ISO 27001 – Sistema de Gestão de Segurança da Informação;

– ISO 29001 – Sistema de Gestão da Qualidade nos setores de petróleo, petroquímico e gás natural;

– ISO 56002 – Sistema de Gestão da Inovação

– ISO 22301 – Sistema de Gestão da Continuidade de Negócio

Verificou-se também no site da ISO uma correlação inversa da que discutimos acima, que quantifica todas as normas da ISO que contribuem para cada objetivo dos ODS (não somente as de sistemas de gestão), o que resulta na tabela a seguir.

fonte: www.elluxconsultoria.com.br

NOTA: para o ODS 17 – Parcerias e Meios de Implementação, não foram listadas pela ISO as suas normas contribuintes.

Os ODS com maiores número de normas da ISO contribuintes são para os objetivos 3, 8, 9 e 11. Parece natural entender a contribuição da ISO com normas influenciadoras de padrões de saúde, assim como as relacionadas a trabalho decente e crescimento econômico, e indústria, inovação e infraestrutura. Surpreende positivamente ver que 1055 normas da ISO estão relacionadas diretamente com cidades e comunidades sustentáveis.

Por outro lado, os ODS com menor número de normas da ISO relacionadas são os de número 1-Erradicação da pobreza, e 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes, o que parece fazer sentido, tendo em vista que estes assuntos dependem mais de políticas públicas e da cooperação da sociedade. Quanto ao ODS 2 – Fome zero e Agricultura Sustentável, terceiro com menor número de normas relacionadas, surpreende negativamente, considerando que a agricultura é um dos assuntos mais antigos e conhecidos. Devemos considerar que a parte dele que se refere à fome zero depende fundamentalmente de políticas públicas. Porém parece que a ênfase de sustentabilidade pode e deve evoluir.

Agrupando conforme as 4 dimensões, identificamos na tabela a seguir o número de normas da ISO contribuintes aos ODS, e contabilizamos o total por dimensão:

fonte:www.elluxconsultoria.com.br

NOTA: para o ODS 17 – Parcerias e Meios de Implementação, não foram listadas pela ISO as suas normas contribuintes.

Estes dados por dimensão mostram um equilíbrio entre o social e o ambiental, porém um número substancialmente maior das normas de natureza econômica, em relação a estas primeiras.

CONCLUSÃO

Como exposto no início deste artigo, as organizações e pessoas de todo o planeta estão se alinhando com os ODS, como o alvo a ser alcançado em 2030. Sabemos que o caminho traçado pela humanidade rumo a 2030 é difícil, e cheio de obstáculos. Sabemos que a cooperação é fundamental, seja em nível transnacional, entre organizações, entre órgãos de governos, etc.

Certamente faz parte deste processo a mudança de modelo de organização e de nosso mindset. E dentro desta mudança de modelo organizacional e de gestão, elas devem buscar as melhores práticas e normas internacionalmente aceitas, como as da ISO.

A visualização dos ODS impactados pelas normas da ISO (de sistemas de gestão e as demais), apesar de ser qualitativa e orientativa, é importante para o alinhamento desta instituição (e seu modelo de elaboração de normas, e a avaliação de impacto destes padrões internacionais) com este farol iluminando o caminho da nossa aeronave, rumando em direção a um futuro planeta 2030 mais sustentável, humano, inclusivo, diverso, preventivo, cooperativo. Planeta e futuro a serem cocriados por todos nós!

Michel Epelbaum – Diretor da Ellux Consultoria

Diretor da Ellux Consultoria. Tem mais de 25 anos de experiência nacional e internacional em gestão de sustentabilidade, qualidade, meio ambiente, saúde ocupacional e segurança, e compliance. É membro dos Comitês Técnicos da ABNT de Gestão Ambiental, Antissuborno, Riscos, Governança, Responsabilidade Social e Energia. É Lead Assessor nas normas ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 45001, ISO 19600 e ISO 37001.

Consulte nossos serviços de ConsultoriaTreinamento e Auditoria em Sistemas de Gestão, inclusive nas Normas  ISO 14001, ISO 9001, ISO 45001, OHSAS 18001, ISO 37001, ISO 19600, ISO 50001.

Saiba mais sobre este assunto em nossos posts relacionados:

A Cultura de base para os Sistemas de Gestão

A ISO 45001 e a Transição da OHSAS 18001: Estatísticas de Certificações

Estatísticas de Certificações ISO – 2018 para Normas de Sistemas de Gestão

Gostou? Compartilhe este post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ellux Consultoria - há 20 anos trazendo soluções em Gestão da Sustentabilidade, Qualidade e Riscos.

Oferecemos auditorias, consultoria, treinamentos e gamificações em Sistemas de Gestão com base nas Normas ISO 14001, ISO 9001, ISO 45001, ISO 37001, ISO 37301, ISO 19600, ISO 26000, NBR 16001, SA 8000, ISO 50001, ISO 31000, DSC 10000 e outros modelos.