Momentos Quentes – Corrupção e Aquecimento Global

Momentos Quentes – Corrupção e Aquecimento Global

Artigo publicado na Revista “O Setor Elétrico” – Novembro de 2015 – Ano 9 – Edição 117.

  • Nesta coluna, o autor relata algumas notícias sobre aquecimento global, corrupção e desenvolvimento sustentável.

Passamos por momentos “quentes” no tabuleiro da sustentabilidade e a mídia reflete estes assuntos – corrupção e situação política na maioria dos meios, mas carro elétrico na Revista Forbes (Tesla como líder em inovação) e aquecimento global na Revista Exame (“o combate ao aquecimento global pode somar R$ 600 bilhões à economia brasileira até 2030”):

– Corrupção e integridade – “novidades” bombásticas – a fraude em emissões de quase 11 milhões de veículos da alemã Volkswagen causou grandes perdas de valor de mercado nas bolsas, além de redução de vendas/lucros/investimentos e possível impacto econômico ao país. E há relatos de falta de integridade em outras montadoras: a GM escondeu um defeito letal na ignição dos veículos, e dispenderá quase US$ 1,5 bilhão nos Estados Unidos com multas e acordos; a Toyota omitiu informações de consumidores americanos sobre problemas de segurança e dispendeu US$ 1,5 bilhão para encerrar investigação criminal (fonte: O Estado de São Paulo, 18/09/2015). Isso sem falar nas investigações realizadas no setor elétrico no Brasil, suspensão de dirigentes da FIFA, processos contra Neymar e Messi na Espanha, e outros…

Quero chamar a atenção ainda para outro fato relevante deste período: a aprovação na Cúpula da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável 2015 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (com 169 metas medidas por 300 indicadores) que guiarão os próximos 15 anos na luta global contra a pobreza e as desigualdades (a partir de 2016). O processo de sua construção começou na conferência Rio+20 (2012) e substitui os Objetivos do Milênio, cujo ciclo se fecha neste ano.

A agenda compromete todos os países a tomarem uma série de ações que não somente atacam as causas profundas da pobreza, mas também pretendem aumentar o crescimento econômico e a prosperidade, além de abranger problemas ligados à saúde, educação e necessidades sociais das pessoas e, ao mesmo tempo, proteger o meio ambiente. Nestes estão incluídas questões ligadas à energia (por exemplo, objetivo 7), aquecimento global (objetivo 13), combate à corrupção (como o objetivo 16)…  Leia mais!

Autor: Michel Epelbaum

Gostou? Compartilhe este post!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ellux Consultoria - há mais de 18 anos trazendo soluções em Gestão da Sustentabilidade, Qualidade e Riscos.

Auditoria, Consultoria, Treinamentos e Gamificação em Sistemas de Gestão com base nas Normas ISO 14001, ISO 9001, OHSAS 18001, ISO 45001, ISO 26000, ISO 50001, ISO 31000, ISO 37001, ISO 19600, DSC 10000, BPM e outros modelos.